Fases do mercado imobiliário!

Share this post on:

Quais as várias fases do mercado imobiliário?

O mercado imobiliário é conhecido por sua natureza cíclica, passando por diferentes fases ao longo do tempo. Compreender essas várias fases é essencial para qualquer pessoa envolvida na indústria, desde investidores, agentes imobiliários, vendedores, compradores, entre outros…

Que fases estamos a atravessar neste momento?

Estas são as várias das fases do mercado imobiliário e há que entender um pouco cada. Assim temos:

Fase 1 – Pico: A fase do pico é caracterizada por um mercado quente como o que vimos a meio de 2021 e durante o ano de 2022, com alta procura e preços de imóveis atingindo o auge. Nestas fase, os compradores estão entusiasmados, os investidores estão confiantes e as propriedades estão sendo negociadas rapidamente. As propostas múltiplas são comuns e as valorizações dos imóveis podem ser substanciais em curtos períodos.Fase 2 – Correção: Após o pico, vem a fase da correção. Essa é uma transição gradual, onde a procura começa a desacelerar e os preços dos imóveis tendem a estabilizar ou até mesmo diminuir. Os compradores podem se tornar mais cautelosos e o mercado começa a mostrar sinais de desaceleração. Os investidores podem perceber que as oportunidades de lucro rápido diminuíram. Estamos assistir a esta correção desde meio de 2023 que poderá durar até final de 2024.
Fase 3 – Depressão: Na fase da depressão, o mercado imobiliário experimenta uma queda significativa da procura e os preços dos imóveis tendem a baixar. Neste ponto, muitos vendedores podem ter dificuldades em encontrar compradores dispostos a pagar os preços pedidos. A confiança no mercado pode estar abalada e algumas propriedades podem permanecer no mercado por longos períodos sem serem vendidas, um pouco na semelhança com o que aconteceu entre 2008 e 2013.
Fase 4 – Recuperação:
Após a fase de depressão, chega a tão esperada fase de recuperação. Esta é uma fase de oportunidades para compradores e investidores. Os preços dos imóveis começam a estabilizar e gradualmente a aumentar novamente. A procura começa a aumentar à medida que a confiança dos compradores retorna. Nesta fase, é possível encontrar boas ofertas no mercado, à medida que os preços ainda não atingiram o pico novamente. Em Portugal passamos por este fase entre 2014 e 2018 e agora novamente em 2020 e 2021.

É importante destacar que essas fases são inevitáveis e fazem parte do ciclo natural do mercado imobiliário. A chave para o sucesso é entender em que fase o mercado se encontra e ajustar as estratégias de acordo. Os investidores experientes sabem que é essencial comprar durante as fases de correção ou depressão, quando as oportunidades estão mais atraentes e vender durante as fases de pico e recuperação, quando os preços estão em alta.

Além disso, para os compradores de imóveis para uso próprio, a fase do mercado pode influenciar suas decisões de compra. Comprar durante as fases de correção ou depressão pode significar uma economia significativa, enquanto comprar durante o pico pode significar pagar um preço mais alto.

Em conclusão, as várias fases do mercado imobiliário são uma realidade que os participantes devem reconhecer e entender. Através da análise cuidadosa das tendências do mercado e da adaptação de estratégias, é possível alcançar o sucesso mesmo em um cenário cíclico. Ficar atento às oportunidades e às mudanças de tendências é fundamental para prosperar nessa indústria dinâmica e sempre em mudança.

Por Artur Cruz

O teu agente imobiliário de confiança.

Author: Artur Cruz

I’m a real estate agent several times awarded in my career, “Centurion Producer”, “Hall of Fame”, real estate agent also awarded in Las Vegas, USA at one of the biggest and more important real estate conventions in the world. East Algarve “Top Producer” in real estate.

View all posts by Artur Cruz >

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *